Fechamento Diastema

O que é o diastema?

O diastema é o espaço entre os dentes do mesmo arco que deveriam encostar um no outro. Os mais notados são aqueles entre os incisivos centrais superiores, ou seja, entre os dentes da frente. Geralmente são estes pacientes que mais procuram por fechamento de diastema.

O problema pode ter uma série de causas diferentes: o hábito de empurrar os dentes da frente com a língua, quantidade ou formato dos dentes incompatível com a estrutura óssea da boca (dentes pequenos e estrutura grande), mordida profunda, perda de dentes, dentes estreitos, entre outras.

Por que fazer o fechamento de diastema?

A preocupação com o fechamento de diastema, principalmente entre os dentes incisivos, é estética: o sorriso bonito é aquele no qual não há espaços entre os dentes.

Porém, diastemas grandes podem ter consequências que vão além da estética. Quando a gengiva fica exposta há contato com o alimento, o que pode causar incômodos, dor ou, até mesmo, ferimentos.

De forma geral, você deve procurar um profissional para realizar o fechamento de diastema sempre que ele for um incômodo.

Como é feito?

O tratamento pode ser feito usando a ortodontia estética (aparelho ortodôntico), restauração dentária ou unindo ambas as técnicas. O dentista analisa o caso e aponta qual é a mais indicada para a sua situação.

O uso da ortodontia estética traz uma vantagem importante: além do fechamento do diastema, ele corrige outros problemas na dentição que o paciente possa ter. Ele geralmente é empregado quando os dentes têm tamanho e formato corretos, mas sua posição é problemática. O lado negativo é que este curso de tratamento tem uma duração mais longa.

Já a restauração dentária é empregada no fechamento de diastema quando o problema é causado por dentes estreitos ou com formato alterado. Por mais que seja uma alternativa mais rápida, não é indicada para casos nos quais os dentes já têm tamanho e formato adequados, pois pode causar desarmonia no sorriso. A desvantagem é que se o paciente tem outros problemas ortodônticos, eles não são solucionados.

Há ainda casos que pedem a união de ambas as técnicas. Geralmente, o tratamento para fechamento de diastema é iniciado com a ortodontia estética e finalizado com a restauração dentária. Um exemplo desta abordagem é quando os incisivos centrais se separam devido ao tamanho reduzido dos incisivos laterais.

Quem pode fazer?

A princípio, qualquer um pode procurar por dentistas em Curitiba para realizar o fechamento de diastema. Contudo, no caso do tratamento em crianças é preciso um estudo mais aprofundado do caso: na infância, os diastemas são normais, até esperados. Com o crescimento e o desenvolvimento da oclusão, eles tendem a se fechar. Se o problema persistir em uma dentição mais desenvolvida, aí sim se deve procurar uma clínica odontológica para uma intervenção.